domingo, 5 de junho de 2011

Cada um de nós é um universo, Pedro.

Me fascina a compreensão de que dentro de mim pulsa um Universo inteiro. Igual, em complexidade, àquele que se estende do lado de fora. E, como diria Raul, "cada um de nós é um universo". Acredito que tudo aquilo que vivenciamos, sentimos e vemos, nos transformam em quem somos. Cada única experiência, seja ela pequena ou grande, prazerosa ou dolorosa, rápida ou lenta, é um tijolo na ponte que construímos ao longo da nossa vida. Uma ponte que nos tira do vácuo da inexistência. Formamos nossas opiniões e elas se alçam em direção ao céu. Estrelas.

 Somos grandes, perfeitos em nossa natureza falha, e diferentes. Nenhum igual ao outro. Compreender essa diferença é ingrediente vital para que brote o respeito em nossos corações. Aceitá-la é o próximo passo.  É preciso, também, ter a mente aberta para o amor. Incompreensível sentimento que movimenta tudo o que há de mais belo. Sentimento que lubrifica as engrenagens da vida e dá origem aos filhos mais belos e poderosos que se poderia imaginar.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. não falou pouco, mas falou bonito...

    abraço, parcero de jornada.

    ResponderExcluir